Projeto inédito

Como Ricardo detectou Via Varejo antes dela dobrar de preço

É possível identificar outros casos de turnaround de sucesso previamente?

Olá, investidor.

Ao contrário do que muita gente pensa, a cotação de uma Ação sobe ou desce no longo prazo em função do que acontece com a "vida real" da empresa.

Como sabemos, as oscilações do dia a dia têm muito ruído. Isso dá a falsa impressão de que o mercado é um hospício (talvez até seja, em certa medida).

Ao longo do tempo, porém, as Ações se valorizam conforme os negócios crescem e melhoram.

Negócios pequenos podem crescer. Isso é captado nas famosas small caps.

E negócios grandes podem se REINVENTAR.  

É disso que queremos falar hoje. 

Investir em Ações nada mais é do que comprar algo, esperar um tempo, e depois vender para alguém – de preferência por um preço muito mais alto.

É claro que existem inúmeras outras modalidades. Mas vamos nos concentrar na mais clássica e conhecida.

Pensando assim, negociar Ações não é muito diferente do que negociar um imóvel, por exemplo. Você precisa comprar barato e vender mais caro.

Dessa forma, a percepção de valor das pessoas sobre aquilo que você comprou e quer negociar precisa mudar.

Se o patinho feio virar um cisne, você pode dizer que "tirou a sorte grande".


É o caso daquele terreno baldio que, tempos depois, vira uma linda área bem localizada.

É raro. Mas acontece.

O que precisa acontecer com uma Ação da Bolsa para que seu valor mude de patamar?

Trazendo para o mundo das Ações, a principal forma de nos depararmos com isso é por meio da reestruturação das empresas.    

É você investir em uma empresa na qual uma possível melhora de suas operações AINDA NÃO ESTÁ NO PREÇO.

São exemplos recentes bem conhecidos na Bolsa brasileira:

Hering (HGTX3)

Fonte: Bloomberg

Petrobras (PETR4)

Fonte: Bloomberg

E a emblemática Magazine Luiza (MGLU3)

Fonte: Bloomberg

Em qualquer exemplo de turnaround (reestruturação) bem-sucedido, a valorização das Ações da empresa supera em muito o Ibovespa no período.

É, sem dúvida, uma enorme oportunidade para o investidor.

Mas, só ganhou muito dinheiro nesses casos quem acreditou em uma melhora da empresa nos momentos mais difíceis.

É claro que você pode investir em empresas redondinhas e lucrativas, como Itaú, Lojas Renner ou Raia Drogasil.

Mas nós sabemos que as grandes valorizações não virão desse tipo de companhia.

Como o mercado costuma dizer: a boa gestão já está no preço.

E, você sabe que as grandes "porradas" da Bolsa vêm daquilo que NÃO está no preço.

É preciso identificar empresas passando por dificuldades ou transformações que irão mudar completamente o negócio.

Como foi ter "coragem" de comprar PETR4 a 4,80 no governo Dilma.

Ou perceber que a aquela rede de lojas físicas que vendia TV e geladeiras se tornaria uma gigante do e-commerce como aconteceu com a Magalu.

É aí que estão os ganhos FORA DA CURVA.

Se parte da sua carteira é composta por essas empresas em "situação especial", você terá muito mais chances de bater o mercado.

A assimetria é muito favorável ao investidor. 

São casos em que "não tem muito mais o que piorar". Porém, se melhorar, pode melhorar muito!

 Tá cheio de "guru" por aí 

Você já ouviu falar na expressão "engenheiro de obra pronta"?

É usada para aquela pessoa que sabe de tudo – depois que já aconteceu.

Experimente dar um Google ou procurar no YouTube pela frase: próxima Magazine Luiza.

São milhares de referências. Youtubers, analistas, vendedores de cursos, blogueiros e gente de toda espécie que jura saber qual Ação será a nova Magalu.

Aí você questiona: mas quantas recomendações certeiras essa pessoa já deu?   

Pois é. Mas eles não estão ali para dar recomendações certeiras. Estão em busca de cliques, likes, views

A Nord não sabe qual será a próxima MGLU.

Talvez nem ocorra algo sequer parecido com o que aconteceu com a varejista de Franca por muito tempo na Bolsa brasileira.

E você NÃO precisa de uma Magazine para ganhar muito dinheiro. Aliás, é melhor que você nem espere por isso, para o bem dos seus planos futuros.

O que não muda um fato: casos de turnaround estão entre os mais lucrativos da Bolsa.

Na Nord, quem estuda e recomenda esse tipo de empresa é o Ricardo Schweitzer e a sua equipe.

Um grupo de estudo que finalmente se sente pronto para um dos lançamentos mais importantes do ano por aqui.

O histórico de acertos importa

Ricardo não é um desses "filhos do bull market" que brotam a cada vez que você entra no YouTube ou vai dar uma conferida nos Stories.

Estudando Ações há mais de 13 anos, Ricardo já viu de tudo.

Inclusive, na maior parte de sua carreira, falar de Ações não era nada glamuroso. De 2010 até 2016 foram tempos difíceis. Porém, passar por isso é fundamental para manter o analista com o pé no chão.

Ricardo odeia modinha. Há até quem diga que ele se sente mais à vontade no bear market (mercado em baixa), mas isso é conversa para outro dia.

Quem acompanha seu trabalho sabe como seu nome ficou fortemente ligado a uma tese extremamente polêmica à época.

Ricardo recomendou Forjas Taurus (FJTA4) – hoje a empresa se chama Taurus Armas (TASA4), mas sabemos que ele vai continuar chamando de Forjas Taurus por muito tempo, como apegado às tradições que é – quando a Ação estava por volta de 1,70.

Inclusive, na mesma época, Ricardo apontou um certo deputado do baixo clero como possível vencedor das eleições em 2018. Taokei?

Muitos riram.

Meses depois, Taurus bateu 12,00 reais e Bolsonaro foi, de fato, eleito.

Fonte: Bloomberg

O segredo da recomendação de empresas em turnaround é esse: você precisa antecipar o que vai acontecer e pensar diferente do senso comum.

E neste ano também tivemos um case tipicamente característico de uma reestruturação e que chamou muito a atenção do mercado.

Inclusive, em uma live sobre Small Caps (empresas de menor valor de mercado), Ricardo abriu sua recomendação e reiterou sua aposta em VVAR3 como uma das grandes oportunidades do momento.

Na ocasião, a Ação era negociada por volta dos 4 reais.

Se você acompanha um pouco o mundo das Ações, sabe o que aconteceu com Via Varejo nas semanas seguintes.

Aliás, continua acontecendo. Pois, recentemente, as Ações de VVAR3 atingiram suas máximas, próximas de R$ 10.

 

Fonte: Bloomberg

Não há esoterismo, sorte (talvez um pouco de sorte há), providência divina, informação privilegiada ou qualquer outro macete.

É necessário trabalho, análise, estudo e conhecimento do balanço, das normas, dos resultados, dos guidances…

ATENÇÃO: Retorno passado não é garantia de lucros futuros. Renda variável envolve riscos. Nunca invista um valor que será necessário em curto prazo.

O que queremos mostrar até aqui pode ser resumido em alguns tópicos:

  • As Ações sobem ou descem em função dos resultados (lucros) das empresas;
  • Um turnaround tem potencial para colocar a empresa em outro patamar de valor;
  • As grandes "porradas" da Bolsa são originadas em empresas que passam por uma reestruturação bem-sucedida;
  • Ricardo Schweitzer tem experiência com esse tipo de empresa "difícil" e possui histórico de muitos acertos nessa área.

Diante de tudo isso, é praticamente inevitável que o Ricardo e sua equipe tivessem uma série focada em empresas nesse tipo de situação.

 A busca pelo que ainda não está no preço

Em abril, Ricardo via uma possível melhora operacional em Via Varejo. E essa melhora NÃO estava no preço.

Tanto que a Ação mais do que dobrou de preço no período.

Não basta identificar uma mudança positiva em uma empresa. É preciso saber se o mercado já precificou isso ou não.

Quando um analista consegue achar uma Ação que está depreciada, mas que seus modelos indicam uma reestruturação positiva nos resultados, é que as grandes porradas acontecem.

Mas não adianta o analista saber. É preciso que VOCÊ SAIBA. Que você saiba ANTES.

Por isso nasceu a série Nord Deep Value.

Para levar as melhores ideias de cases de turnaround para você.

Hoje, a série conta com 6 recomendações.

TODAS estão em momento ideal de entrada. TODAS têm recomendação de compra imediata.

Nenhuma delas começou um processo forte de valorização ainda.

Embora os estudos e relatórios sejam provenientes de um desmembramento passado, onde o Valor Extremo foi dividido em duas séries, é a primeira vez que lançamos a série Deep Value de forma individual.

Curiosamente, a série até já teve uma Ação encerrada, mesmo sem estar aberta para vendas fora dos combos.

Mais de 84% em menos de 7 meses.

Ricardo recomendou sair a mais de R$ 16,00 em junho. Sabe quanto está a cotação de CSN hoje?

Cerca de 13 reais.

Por isso é importante ressaltar a diferença que é seguir quem tem track record. Quem sabe bem o que está fazendo.

Não estamos fazendo aventuras com o seu dinheiro. Este lançamento é uma excelente oportunidade para você.

E, como de costume, isso trará vantagens para quem resolver fazer parte hoje.

Antes, porém, é importante ressaltar as ferramentas já existentes.

Os relatórios ficam na área do assinante, que você pode acessar do computador ou celular. Como a equipe já trabalha no relatório em caráter beta, há muito conteúdo já disponível.

Além, é claro, da carteira que hoje tem 6 Ações e que deve ter novidades em breve.

Outra ferramenta que chama muito a atenção dos poucos membros atuais é o canal do Telegram do Nord Deep Value.

Talvez seja a parte que os membros mais valorizam. Pois o Telegram é:

Dinâmico: os analistas comentam quase que em tempo real quando um fato relevante acontece

Didático: as perguntas individuais são respondidas no perfil pessoal do assinantes e as mais relevantes são compartilhadas com todos os membros.

Próximo: Mensagens de voz e vídeo aproximam os analistas dos assinantes, tornando a experiência ainda mais valiosa.

Rentável: em momentos de pânico ou euforia, o Telegram é sua referência e evita com que você tome decisões no calor da emoção.  

Além dos relatórios quinzenais e do canal exclusivo do Telegram, a série ainda oferece monitorias em vídeo, relatório sobre "o que comprar" e conteúdos para iniciantes.

Bônus Extra de Lançamento

Com o caráter de privilegiar aqueles que vão fazer parte da série neste lançamento, o Ricardo resolveu retribuir com uma concessão extremamente interessante.

Os primeiros assinantes da série Nord Deep Value vão receber também, totalmente sem custo, um ano da série Nord Dividendos.

A série de Ações mais conservadora, focada em Dividendos, mas que está batendo o Ibovespa desde sua criação, apesar do bull market em curso.

É uma excelente alternativa para diversificação da sua carteira.

Consideração 1: quem já for assinante da série Nord Dividendos ganha o próximo ano grátis. Caso prefira, ainda pode trocar por outro produto de valor equivalente: Nord Fundos ou O Investidor de Valor.

Consideração 2: quem já havia assinado a série Nord Deep por meio do combo Valor Extremo também receberá o bônus retroativo por um ano, começando hoje.

Pois aqui na Nord você sabe: JAMAIS iremos privilegiar novos assinantes em detrimento dos anteriores. Nunca uma nova condição será mais vantajosa do que uma anterior.

Esse tipo de postura da Nord dá total tranquilidade para você tomar a decisão de assinar o mais rápido possível.

Pois as condições futuras serão piores, com a saída do Bônus, provável aumento de preço, possível fechamento...

Nada mais desagradável do que ver alguém que chegou depois levando vantagem sobre você. Não é mesmo?  

A Decisão para tomar Agora! 

Por falar em sensação desagradável, existe outro sentimento que todo mundo odeia: o de ficar de fora de algo bom.

Você comprou VVAR3 a 3,90? Se não comprou, imagino que fique com certo arrependimento a cada vez que a empresa bate novo recorde.

E Hering? E Taurus? E tantos outros casos de turnaround que você talvez não tenha aproveitado…

Neste exato momento, Ricardo Schweitzer identificou 6 empresas com enorme potencial de valorização por motivos similares.

É sinal de que um movimento extremo vai necessariamente acontecer?

Claro que não.

Mas não é disso que se trata. Estamos falando em você colocar na sua carteira empresas com essas características.

Como já disse, não será de um Itaú ou de uma Lojas Renner (excelentes empresas, já negociadas a múltiplos compatíveis com o mercado) que virá a próxima VVAR3.

Você precisa identificar o que ainda não está no preço!

E o Nord Deep Value está aqui pra isso.  

Garantia Permanente Nord

Como acontece em todas as séries da Nord, você tem a Garantia Permanente.

Os primeiros 30 dias (e não apenas os 7 dias exigidos por lei) são completamente sem compromisso.

É o seu período de teste. Um mês para você decidir se a série é tudo aquilo que você esperava.

Mas o mais legal nem é isso...

A Garantia é Permanente! 

Passado os 30 dias, caso você queira cancelar, você só paga pelo tempo que usou. Aqui na Nord você não fica amarrado por um ano, como acontece em outros tipos de assinatura.

Resumindo: 30 dias de teste, podendo cancelar depois quando quiser! 

Garanta agora todos os benefícios já citados.

Assine a série Nord Deep Value por apenas 12 vezes de R$ 150 (preço especial de lançamento).

Descubra agora mesmo as 6 apostas do Ricardo e sua equipe.

Entre imediatamente no canal do Telegram.

Utilize o período de teste sem compromisso.

Busque por aquilo que ainda não está no preço.

Quem sabe na carteira atual não está a próxima Via Varejo ou Forjas Taurus? É isso que esperamos.

Você vai ver que apenas uma tacada certeira pode mudar toda a sua rentabilidade consolidada.  

Afinal, um histórico de grandes acertos o Ricardo já tem. E, em análise de Ações, experiência e "sorte" são fundamentais.

Garanta aqui neste link uma das vagas com o Bônus que já oferece uma boa economia para você.

A oferta nesses moldes deve ser fechada em pouquíssimo tempo.

E você já sabe: quando a Nord encerra uma oferta, não tem choro, prorrogação, jeitinho, dizer que o servidor caiu…

Se acabou, não tem uma segunda chance.

Então, não fique de fora. Busque comprar aquilo que ainda NÃO está no preço.

QUERO ENTRAR NO LANÇAMENTO DO DEEP VALUE

A gente se encontra na área do assinante e no Telegram.

Um forte abraço,

De toda a equipe Nord Research.

Nord Research, 2018. Todos os direitos reservados. Av. Nove de Julho, 5229 - Itaim Bibi, São Paulo - SP, 01406-200